Teste da orelhinha: importância na prevenção de problemas auditivos

maio 21, 2019 by JS0
teste-da-orelhinha-Otovida-1200x679.png

O nascimento é um dos momentos que mais marcam as famílias. Acompanhar a chegada de um novo ser é algo que fica registrado em nossa memória. Porém, é sempre importante lembrar dos cuidados e proteções que os pequenos devem receber desde cedo.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016 nasceram 2,76 milhões de novos brasileirinhos. O número só comprova a importância dos testes realizados para saber como está a saúde do bebê, sendo um deles o teste da orelhinha. O  objetivo é detectar como está a audição do recém-nascido e, caso o teste indique algum problema, planejar um tratamento adequado ao caso.

Em 2010 foi aprovada a Lei Federal nº 12.303/2010, que prevê a obrigatoriedade do teste da orelhinha, que pode ser realizado nas maternidades, hospitais e clínicas.

Problemas auditivos na infância

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 32 milhões de crianças no mundo sofrem com perdas auditivas, dificultando a adaptação social, além do aprendizado e das relações familiares.  

Em alguns casos os problemas podem estar relacionados à gravidez e possíveis doenças que a mãe teve durante os nove meses. As mais sérias são:

– Sífilis;
– Rubéola;
– Toxoplasmose;

– Citomegalovírus;
– Problemas genéticos.

Fatores relacionado à má-formação, prematuridade, baixo peso do bebê e uso de drogas durante a gestação também podem comprometer a audição. Após o nascimento, algumas enfermidades que acometem as crianças também influenciam no quadro de surdez, como: otite, sarampo, rubéola, caxumba e meningite bacteriana.

Importância do teste da orelhinha

A importância do teste da orelhinha – também conhecido como triagem auditiva neonatal –  está em prevenir e tratar possíveis problemas auditivos que os bebês podem ter. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais fácil é a realização do tratamento e, na maioria dos casos, a possibilidade de devolver a plena audição à criança.

Para a fonoaudióloga Bruna Giovana Marconssoni (CRFº 10.403), do Instituto Otovida, é fundamental que todas as crianças tenham acesso ao exame. “É essencial detectar precocemente alterações auditivas, evitando problemas no desenvolvimento da audição e da linguagem. Em alguns casos, é necessário a adaptação de aparelhos auditivos”.

O procedimento é feito pelo fonoaudiólogo, responsável por colocar no ouvido do bebê um pequeno fone que produz sons e verifica o retorno da audição. O exame deve ser feito entre 24 e 48h na maternidade e no máximo até 30 dias do nascimento.

O Instituto Otovida também realiza o teste da orelhinha. Pioneiros no assunto e atuando na área desde 2000, são realizados 700 testes por mês, atendendo bebês de Florianópolis e da região metropolitana, como: São José, Palhoça, Biguaçu, Antônio Carlos e Paulo Lopes, sempre proporcionando todo o conforto e cuidado que a criança merece.

O teste detectou problema. E agora?

Quando o exame detecta algum problema, o teste deve ser repetido em um mês. Se o resultado do segundo teste confirmar o problema, o médico capacitado para investigar a causa e indicar o tratamento correto é o otorrinolaringologista.

Além do tratamento com o médico, a criança deverá ser acompanhada pelo fonoaudiólogo especialista em reabilitação auditiva, responsável pela avaliação da audição e da linguagem. O processo de orientação e reabilitação é realizado por uma equipe de profissionais formada por: assistente social, fonoaudiólogo, otorrino e psicólogo.

O mais importante é buscar o apoio da equipe especializada e seguir as orientações sobre os passos necessários para o desenvolvimento da comunicação. Os aparelhos auditivos (AASI) podem ser adaptados e, em alguns casos, o implante coclear também é recomendado.

O implante coclear é um dispositivo eletrônico que possui uma parte implantada na orelha e outra parte é adaptada atrás da orelha, estimulando o nervo auditivo. O procedimento é indicado para os casos de surdez profunda.

Procure ajuda

É fundamental que a família entenda a importância de procurar ajuda médica. O especialista será responsável por orientar qual o melhor caminho e solução para cada caso. Ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em te ajudar.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Instituto Otovida

SOMOS ESPECIALISTAS EM CUIDAR DE VOCÊ – com atenção à saúde da sua garganta, nariz e ouvidos.

Atendimento com uma abordagem integrada de profissionais nas áreas de fonoaudiologia, psicologia, serviço social e médicos otorrinolaringologistas para oferecer a você os melhores tratamentos e resultados; num espaço, confortável com mais de 1300m² de área.

Desenvolvimento e reabilitação para os melhores resultados.

Responsável Técnica: Fabiana Scarton – CRM-SC 13311

Acompanhe a gente pelo Facebook

Cadastre-se e Receba dicas incríveis sobre saúde


Contatos e Localização

CONTATOS E LOCALIZAÇÃO

Avenida Governador Ivo Silveira, 3861 – Capoeiras, Florianópolis/SC

Telefone: (48) 3223-6060

WhatsApp: (48) 99172-0606 / (48) 99178-2207

Facilidades de acesso:

Anexo ao Hotel TRI – antigo Hotel Itaguaçu, na divisa dos municípios de Florianópolis e São José.

Todos os Direitos Reservados •  JS ATIVIDADE DIGITAL